Actualidade

Abandono de cadáveres gera crise no principal hospital do Namibe

armandomaquengo
Ago 01, 2022

O hospital Ngola Kimbanda, na província angolana do Namibe, está a registar um alto índice de abandono de cadáveres na sua morgue, uma denúncia feita pela própria instituição, que cobra uma solução do Governo.

As denúncias sobre o abandono de cadáveres na morgue do principal hospital da província angolana do Namibe têm preocupado os responsáveis daquela instituição. Só nos últimos 30 dias, o hospital registou o abandono de pelo menos cinco corpos.

José Ntyamba, responsável da morgue no Namibe, conta que os pacientes internados no hospital, muitas vezes, são esquecidos pelos seus familiares. “Então, esses pacientes acabam por falecer e [o corpo fica] aqui pela morgue”, relata.

Diante desta situação, as dificuldades multiplicam-se, explica Ntyamaba. “É mesmo muito preocupante, porque não temos como fazer. Fazemos comunicados pela rádio por 72 horas e, após três dias, recorremos à entidade superior para fazer a sepultura dos cardáveis, mas a documentação atrasa um bocado devido ao transporte dos serviços comunitários”, lamenta.

Ampliação da morgue

A casa mortuária do hospital Ngola Kimbanda tem 14 gavetas para armazenar os cadáveres. Mas José Ntyamba defende a ampliação desta infraestrutura, porque “nessas 14 gavetas não é suficiente [armazenar todos os cadáveres]”.

DW