Desporto

Akwá e Flávio entre as 100 figuras do desporto nacional

joaquimjose
Nov 10, 2022

Os atacantes da selecção nacional de futebol, foram distinguidos nesta quarta-feira, pela Fundação Sagrada Esperança, no âmbito das festividades do Centenário do primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, noticiou hoje a Angop.

Akwá, que terminou a carreira em 2009 no Petro de Luanda, é o autor do golo que qualificou o país ao inédito Campeonato do Mundo de 2006, disputado na Alemanha.

O maior goleador de todos os tempos do futebol nacional, Akwá rubricou 36 golos em 80 jogos ao serviço do combinado nacional.

Já Flávio Amado, marcou o único tento angolano que ditou o empate diante do Irão, no Alemanha2006. Acumula 34 golos, em 91 partidas, com a camisola dos Palancas Negras.

Ao nível do futebol foram homenageados muitas outras figuras, destacando-se ainda o antigo médio Gilberto do Amaral, referência angolana do Al Alhly do Egipto, além da antiga capitã da Selecção Nacional feminina, Irene Gonçalves.

Dividida em categorias (dirigentes, árbitros jornalistas, treinadores e atletas), o evento, realizado no Futungo de Belas, galardoou antigas jogadoras de andebol, entre as quais a ministra da Juventude e Desporto, Palmeira Barbosa, bem como a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Ana Paula do Sacramento Neto.

No basquetebol, vários nomes mereceram distinção, entre outros, Miguel Lutonda, antigo base da selecção nacional e do 1º de Agosto, o ex-triplista do Petro de Luanda e da selecção, Victor de Carvalho, Carlos Almeida, Gustavo da Conceição e Nacissela Maurício.

Do atletismo, João Tyamba ficou entre os destacados, tal como os atletas paralímpicos, José Sayovo e Esperança Gicaso.

Nádia Cruz (natação), Antónia de Fátima “Faya” (judo) e Hélder Coelho “Vuty” (desportos motorizados) foram igualmente alvo de honras.

Houve também distinção entre treinadores, com destaque para Oliveira Gonçalves (futebol), Vivaldo Eduardo (andebol), dirigentes desportivos como Gustavo da Conceição (COA) e Pedro Godinho (ex-presidente da Federação de Andebol).

Na ocasião, o Presidente do Conselho de Administração da Fundação Sagrada Esperança, Roberto de Almeida, considerou a cerimónia de caminho para passagem de testemunho sobre a história do desporto nacional às novas gerações.

Por isso, disse esperar que este gesto venha servir de estímulo e inspiração  para os mais jovens agentes desportivos, visando representar ao mais alto nível as cores da bandeira nacional.

A gala dos 100 Notáveis dos Desportos Angolano enquadra-se igualmente nas festividades do 47º aniversário da proclamação da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Estiveram presentes no evento, o Ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Furtado, a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, e responsáveis de diferentes sectores.

Trata-se da primeira gala do género a ser organizada pela respectiva fundação. Os beneficiários receberam troféus e diplomas de méritos.