Desporto

Akwá está livre da suspensão da FIFA

armandomaquengo
Set 08, 2022

A Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) levantou, treze anos depois, a suspensão imposta ao ex-futebolista angolano, Fabrice Alcebiades Maieco “Akwá”.

Este facto surge na sequência de o clube Al Wakrah do Qatar ter perdoado, em 95 por cento, uma dívida ao atleta avaliada em 260 mil dólares, por incapacidade de liquidação.

Decorria o ano de 2009, quando o antigo jogador do Nacional de Benguela (1992/93) excedeu o tempo de ausência no clube árabe em favor da Selecção Nacional, tendo sido multado com tal quantia monetária.

Desde então, o maior goleador da Selecção Nacional, com 36 golos em 80 jogos, esteve impedido de exercer qualquer função como jogador ou como dirigente desportivo.

Em declarações nesta quarta-feira à imprensa, o promotor do projecto de descoberta de talentos denominado “Candengue Habilidoso” mostrou-se satisfeito por ver resolvido um problema de treze anos em quatro dias.

Akwá, que se encontra no Qatar a convite da direcção do Al Wakrah, onde joga o angolano Gelson Dala, afirmou que agora poderá trabalhar profissionalmente como treinador ou dirigente, apontando como preferência o Nacional de Benguela, seu clube de formação.

De 45 anos de idade, o desportista é o protagonista do golo que propiciou a qualificação inédita de Angola ao Campeonato do Mundo disputado na Alemanha, em 2006.

No dia 8 de Outubro de 2005, em jogo decisivo contra o Rwanda, em Kigali, o goleador marcou, de cabeça, o tento que qualificou o país para a Copa do Mundo.

Akwá evoluiu pelo Nacional de Benguela (1992/1993), Sport Lisboa e Benfica (1994/95), Alverca (1996/97), Académica de Coimbra (1997/98), Al-Wakra (1998/99), Al-Gharafa (1999/2001), Qatar SC (2001/05), Al-Wakra (2005/06) e Petro de Luanda (2007/08).

Angop