Economia

Angola com crescimento abaixo de 3% até 2024 – Banco Mundial

manuelsumbo
Out 04, 2022

O Banco Mundial prevê que a economia de Angola abrande para menos de 3% até 2024, crescimentos abaixo da média regional, devido à desaceleração na produção de petróleo.

Os dados constam no relatório Pulsar de África, divulgado esta terça-feira, pelo Banco Mundial, em Washington.

“A taxa de crescimento de Angola deverá cair de 3,1% este ano para 2,8% em 2023 e estabilizar nos 2,9% em 2024”,

“O fraco desempenho é explicado pelos preços mais baixos do petróleo, com a economia a continuar dependente deste sector para crescer”, acrescenta-se no documento, que revê em alta a previsão de crescimento feita em abril, estimando mais 0,2 pontos percentuais de crescimento este ano do que o antevisto em abril, na edição anterior do Pulsar de África.

Esta melhoria “reflete a contribuição da subida mais alta do que o esperado nos preços do petróleo, que deverão rondar os 100 dólares por barril, em média, este ano”, explicam os economistas do Banco Mundial.

A nível regional, o Banco Mundial reviu em baixa a previsão de crescimento para a África subsaariana, antecipando uma expansão de 3,3%, abaixo dos 4,1% de 2021, e defendeu a “necessidade urgente” de restaurar a estabilidade macroeconómica.

A África subsaariana, dizem os economistas do Banco Mundial, está a ser muito prejudicada pela guerra da Rússia na Ucrânia, que fez com que a inflação ficasse acima dos 5% em 29 dos 33 países da região com informação actualizada, com 17 países a registarem um aumento dos preços a dois dígitos.

“Esta tendência compromete os esforços para a redução da pobreza, que já tinham sido abalados pelo impacto da pandemia de covid-19”, comentou o economista chefe do Banco Mundial para África, Andrew Dabalen, citado no comunicado de imprensa.