Saúde

Angola regista por ano cerca de mil autistas

armandomaquengo
Abr 29, 2022

Cerca de mil crianças autistas são diagnosticadas, anualmente, no país, segundo informações apresentadas, quinta-feira (28), em Luanda, por Leite Cruzeiro, especialista em neuropediatria.

O especialista, segundo o jornal de Angola, referiu que essas estimativas anuais devem servir de alarme para os pediatras estarem mais atentos nas consultas que prestam às crianças desde à nascença.

Durante a I Conferência sobre o Autismo, Leite Cruzeiro considerou que os números de crianças com transtornos do espectro do autismo começam a ser preocupantes.

Por isso, referiu que há a necessidade de se realizarem actividades como a conferência acima citada, no sentido de se juntar médicos, pais com filhos autistas, associações, creches e outras organizações que trabalham com esta franja da sociedade, para a troca de experiências e adquirir hábitos novos sobre as formas de tratamento de quem sofre do problema.

Leite Cruzeiro frisou ser importante que a sociedade saiba que o autismo existe, mas há formas correctas de abordar as crianças autistas e de acompanhamento, para que elas possam viver e conviver sem grandes problemas.

A médica pediatra Yala Almeida, que presidiu a mesa-redonda sobre “O Autismo e Inclusão na Sociedade Angolana”, disse ser importante que as famílias estejam preparadas para receber estas crianças, e chamou a  atenção a creches para uma maior abertura a elas, no sentido de ajudar os pediatras e neuropediatras a diagnosticarem os traços de autismo mais cedo.

“Quanto mais cedo se diagnosticar mais rápido se inicia o acompanhamento multidisciplinar, com terapeutas da fala, comportamental, do desenvolvimento e o nutricionistas”, disse Yala Almeida.