Economia

Câmara de Comércio Angola-Itália privilegia sector do “agro-turismo”

joaquimjose
Abr 29, 2022

A Câmara de Comércio e Indústria Angola-Itália (CCIAI) vai apostar no desenvolvimento do “agro-turismo”, assim como no “turismo cultural e religioso”, visando desenvolver a vida sócio-económica das comunidades locais. 

Para a operacionalização dessa intenção, a CCIAI e African Tourism Board (ATB), uma organização africana focada no desenvolvimento do turismo, assinaram nesta quinta-feira, em Luanda, um Memorando de Entendimento, com vista a implementação de pequenos projectos turísticos no país.

Na ocasião, a embaixadora da ATB para a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Ângela Martha, considerou de “extrema importância a assinatura desse Memorando, por ser o documento que vai guiar a elaboração e implementação de projectos concretos virados ao turismo, de forma conjunta”.

Em declarações à imprensa, a responsável apontou a aposta no agro-turismo, turismo cultural e religioso como factor determinante para desenvolver, de forma mais rápida, as comunidades potencialmente detentoras de recursos turísticos.

“(……) É necessário que se dê mais atenção ao sector do turismo nacional, para se tirar melhor proveito das potencialidades turísticas disponíveis em Angola”, referiu a embaixadora da ATB, adiantando que as duas partes vão trabalhar no sentido de se implementar os projectos já identificados no país.

“Angola é um dos países africanos com enormes potencialidades turísticas, como terra, água, cadeias montanhosas, bem como patrimónios histórico-culturais, que precisam ser estruturados e explorados da melhor forma possível, para transformar estes recursos em riquezas tangíveis ou financeiras para o país”, destacou.

Porém, apesar dessas potencialidades turísticas, Ângela Martha apontou, após a assinatura do acordo, uma eventual falta de vontade por parte dos governantes e governados como factor inibidor do desenvolvimento do sector turístico em Angola.

Por seu turno, o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Angola-Itália (CCIAI), Mario Cbrini, considerou a assinatura do Memorando de Entendimento como o início de uma parceria inédita no sector do turismo, por ser o primeiro acordo rubricado neste domínio.

Referiu que o facto vai permitir mobilizar novos investidores italianos, que poderão estar em Angola para presenciar o potencial turístico deste País africano.

Para tal, assegurou que CCIAI já está a preparar a sua participação no Fórum Empresarial, que terá lugar em Maio próximo, em Milão (Itália), onde irá incentivar os empresários para visitarem e constatarem a realidade turística de Angola.

Criada há quatro anos, a Câmara de Comércio e Indústria Angola-itália (CCIAI) congrega mais de 100 membros, entre empresas e pessoas singulares, e tem a missão de fortalecer a relação económica entre estes dosis Estados.

Enquanto isso, a African Tourism Board existe há quatro anos em África e opera há dois anos em Angola, como uma organização focada no desenvolvimento do turismo.

Fonte: Angop