Saúde

Campanha de vacinação da pólio, sarampo e rubéola deve terminar até 7 de Dezembro 

joaquimjose
Nov 24, 2022

A campanha de vacinação contra a poliomielite, sarampo, rubéola e administração da vitamina A, que começou hoje, deve ficar concluída até 7 de Dezembro, adiantou Elmano Francisco, vice-governador do Huambo para os serviços Técnicos e Infra-estruturas.

De acordo com a Angop, setecentas e 75 mil 541 crianças, menores de cinco anos, começaram a ser vacinadas esta quinta-feira, no âmbito da campanha integrada de vacinação contra a pólio, sarampo/rubéola e administração da vitamina A.

A campanha, a decorrer de 24 do corrente mês a sete de Dezembro, próximo, prevê imunizar 409 mil 633 crianças, dos zero aos cinco anos de idade, contra a poliomielite e 365 mil 908, dos seis meses aos cinco anos, contra o sarampo/ rubéola e administração da vitamina A.

O evento, aberto pelo vice-governador do Huambo para os serviços Técnicos e Infra-estruturas, Elmano Francisco, decorre em paralelo com a administração da quarta dose da vacina de reforço contra a Covid-19, com a disponibilização de 96 mil doses, reservadas para cidadãos com idades superiores a 12 anos.

Na ocasião, Elmano Francisco à adesão massiva da população aos postos de vacinação, quer sejam da campanha integrada, quer seja contra a Covid-19, para a concretização dos objectivos preconizados, focados na prevenção e combate das várias doenças.

Por sua vez, a representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Huambo, Kapinga Didier, disse estarem criadas as condições humanas, técnicas e logísticas para o sucesso da campanha de vacinação integrada, com mil 500 técnicos mobilizados, entre vacinadores, mobilizadores e registadores.

Referiu que a OMS está bastante orgulhosa com iniciativa estratégica do Governo de Angola e seus parceiros, em garantir a vacinação contra pólio, sarampo/rubéola e administração da vitamina A, para além de reforçar as imunidades contra a pandemia da Covid-19.

Esta iniciativa, segundo a representante da OMS, visa garantir, essencialmente, a imunidade e o bem-estar das crianças, jovens e adultos.

Com uma extensão territorial de 35.270 quilómetros quadrados e uma densidade populacional estimada em dois milhões 600 mil habitantes, a província do Huambo tem um Sistema de Saúde composto por 261 unidades sanitárias, num universo de duas mil e 126 camas em diversas enfermarias e 14 na Unidade de Tratamentos Intensivos (UTI).

Dispõe de sete mil 363 técnicos de saúde, dos quais 392 médicos, que prestavam serviço em três hospitais provinciais, 12 municipais, 55 centros de saúde, 177 postos de saúde e em 13 centros materno-infantis.