Saúde

Cirurgia retira caroços nos seios de adolescente

armandomaquengo
Jul 01, 2022

Dois meses depois de ter sido internada, no Hospital Josina Machel, Eva Faria Lourenço, uma adolescente que tinha vários nódulos cruzados nos seios, já foi operada, quarta-feira 30 de junho, numa intervenção que durou cerca de cinco horas.

A cirurgia de alta complexidade, que envolveu uma equipa multidisciplinar, segundo o cirurgião geral Renato Palma, citado pelo Jornal de Angola, possibilitou a retirada de uma gigantomastia mamária (surgimento de vários nódulos no seio cruzados entre si), que poderia originar o aparecimento de inúmeras células malignas.

O médico que liderou a equipa de cirurgiões esclareceu que a situação de Eva era complexa, tendo em conta que a adolescente pesa 60 quilogramas, mas, por causa dos nódulos, cada um dos seios da menor 6,5 quilos, representando uma desproporcionalidade do corpo.

Quanto à cirurgia, Renato Palma frisou que essa foi bastante complexa, pois, além da redução do volume da mama, os médicos fizeram a recomposição estética e minuciosa dos seios, para que a paciente volte a ter peitos de menina e, consequentemente, recupere a auto-estima enquanto mulher.

Em função dessa complexidade, explicou a necessidade da envolvência na equipa médica de cirurgiões plásticos, mastologistas e oncologistas, o que facilitou a salvaguarda de todas as funções dos seios.

O cirurgião plástico Dadi Bucusso Netemo, explicou que, depois da diminuição das mamas, a grande preocupação se prende com a questão funcional, porque “esse órgão simboliza a mulher e o processo de amamentação”.

O cirurgião plástico revelou que os nódulos retirados nos seios de Eva vão ser enviados para a Anatomia Patológica, a fim de serem devidamente estudados. Os resultados desse exame podem sair num prazo de 14 dias e, assim, pode-se saber se os caroços são benignos ou malignos.