Actualidade

Desabamento de escola deixa alunos ao ar livre no Bailundo

armandomaquengo
Out 06, 2022

Mais de 1.400 alunos da escola do bairro Paraíso, no município do Bailundo, província do Huambo, estão a estudar em condições difíceis, devido ao desabamento de uma escola comunitária que os acolhia nas actividades lectivas.

No local, professores e alunos relataram que a desenvolver a actividade lectiva com muitas dificuldades, uma vez que trabalhar ao relento, numa época em que as primeiras chuvas já se fazem sentir, o que vai embaraçar o processo de ensino e aprendizagem das crianças.

A directora da escola, Dionísia Augusto, conforme notícia do JA, diz ter encaminhado preocupação à Direcção Municipal da Educação, para que num curto espaço de tempo possa resolver o problema do estabelecimento de ensino.

A professora Estefânia Paulo disse sentir-se mal em trabalhar com as crianças nestas condições, o que pode motivar o retardar da aprendizagem das mesmas, uma vez que o número de petizes nas salas de aula é elevado e pede que as autoridades afins enviem mais professores por formas a dividir e formar novas turmas.

“Se as crianças e professores continuarem a trabalhar nestas condições, o nível de aproveitamento comparativamente com as outras escolas vai ser muito baixo”, referiu o professor Arão Cassoma citado hoje pela Rádio Nacional de Angola.

Por seu turno, o soba da localidade Aurélio Kaundi pede para que as autoridades locais façam alguma intervenção na situação que está a preocupar os encarregados da educação da regedoria, tendo lamentado as condições em que estão submetidas as crianças e os professores.