Cultura

Dino d’Santiago recorda ‘Dizumba Grande’ de Nagrelha como “um dos seus maiores combustíveis de inspiração”

joaquimjose
Nov 21, 2022

“O legado que deixas na história do Kuduro e de Angola, garante teu lugar no Olympo” escreveu o artista na sua página do Instagram.

Por: Joaquim José

O artista português de ascendência cabo-verdiana, d’Santiago, lembrou a canção ‘Dizumba Grande’ de Nagrelha como aquela que foi uma inspiração durante a tour em 2019 do álbum “Mundu Nôbu”.

Um álbum que segundo Dino mudou a sua vida.

Não nadei muito, para morrer na Beira…” começou por dizer Dino, no texto, cintado Nagrelha no Intro da música ‘Dizumba Grande’.

Há 3 anos, quando escutei a entrada do Nagrelha na canção Dizumba Grande, lembro-me que foi um dos meus maiores combustíveis de inspiração durante a minha Tour em 2019, promovendo o álbum que mudou a minha vida “Mundu Nôbu”, disse.

Hoje receberás mais uma no outro plano da vida! O legado que deixas na história do Kuduro e de Angola, garante teu lugar no Olympo”, finalizou, no texto publicado, sexta-feira.

O artista angolano Nagrelha, também carinhosamente tratado por “Naná”, morreu, sexta-feira, 18, e vai a enterrar na próxima terça-feira (22), no Cemitério da Santa Ana, em Luanda, de acordo com o vice-governador provincial para o sector Político e Social, Manuel Gonçalves.

O fazedor do estilo Kuduro, Nagrelha sobressaiu no grupo Os Lambas, criado na década de 90, onde faziam igualmente parte Amizade (falecido), Bruno King e Andeloy.