Actualidade

Educação reitera compromisso de melhorar condições dos professores

joaquimjose
Nov 23, 2022

O director provincial da educação no Cuando Cubango, Inácio José Samba, reiterou na terça-feira, o compromisso de melhorar as condições dos professores, para se atingir os níveis de qualidade de ensino, noticiou hoje a Angop.

Inácio José Samba falava no acto que marcou a celebração do Dia Nacional do Educador, assinalado na terça-feira (22), sob o lema “A Transformação da Educação Começa Com o Professor”, na cidade de Menongue.

O responsável assegurou que nesta altura está em curso o concurso de acesso e promoção, cuja primeira e segunda fase já permitiu a promoção de dois mil e 518 professores, faltando 487 que poderão ser promovidos em Janeiro de 2023.

Lembrou que, no total, a província conta com uma força de trabalho de seis mil e noventa e cinco professores, incluindo os mil e dez novos agentes admitidos no último concurso, dos quais 491 são funcionários administrativos, distribuídos nos nove municípios.

Apelou aos educadores a se superarem cada vez mais a nível da formação académica e demais módulos voltados para a pedagogia, de tal forma que sempre que ministrar as aulas coloque o aluno no centro das atenções, de forma activa e não passiva, como parte directa do processo de ensino e aprendizagem.

No presente ano lectivo foram matriculados em todos subsistemas de ensino um total de 158 mil e 258 alunos nos diferentes subsistemas de ensino, sendo três mil e 345 alunos do projecto Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O sector conta com uma rede escolar composta por 173 escolas, perfazendo mil e 754 salas de aula, tendo recebido do ministério um total de  885 mil e 730 manuais de iniciação à sexta classe, duas mil carteiras e diversos tipos de material didático.

Por seu turno, o Delegado Provincial de Finanças, João Diancóndua, que falava em representação do governador provincial, reconheceu o esforço e abnegação de todos os professores, instando-os a continuar a transmitir os conhecimentos com zelo e profissionalismo.

João Diancóndua destacou que, para além do trabalho desenvolvido pelo professor, os encarregados de educação também devem fazer a sua parte para que toda a sociedade contribua na formação do homem novo.

“A riqueza de um país não é medida apenas no índice económico ou no avanço tecnológico,a verdadeira riqueza de uma sociedade está na maneira como educa o seu povo. Garantir uma educação de qualidade deve ser uma prioridade”, realçou.

Durante acto houve a entrega de electrodomésticos e certificados de mérito aos professores mais antigos e aos mais destacados.