Politica

Eleições 2022: Líder da UNITA promete pacto de estabilidade

armandomaquengo
Ago 10, 2022

A criação de um pacto de estabilidade e crescimento, peça legislativa para a coordenação das políticas sociais e económicas do país, foi prometida esta quarta-feira pelo candidato da UNITA a Presidente da República, Adalberto Costa Júnior, noticiou Angop.

Ao se dirigir à população no município do Cuango (Lunda Norte), no quadro campanha eleitoral, afirmou que tal instrumento visa promover o diálogo com as forças políticas e da sociedade civil.

Segundo defendeu, a elaboração de programas de desenvolvimento, que permitam a estabilidade socioeconómica do país, figuram igualmente entre as vantagens dessa política.

Para o efeito, Adalberto Costa Júnior reiterou que vai suspender o seu vínculo partidário para se dedicar, exclusivamente, à presidência do país, para evitar interferências partidárias nas suas decisões enquanto Chefe de Estado.

Prometeu, ainda, implementar um estatuto das autoridades tradicionais, para que o poder local participe na implementação de programas de desenvolvimento das regiões que representam.

O cabeça-de-lista da UNITA disse que, se o seu partido for governo no próximo quinquénio, realizará reformas profundas no sistema de justiça e nas Forças Armadas Angolanas, “para que estes órgãos cumpram, de facto, o seu papel”.

Acrescentou que irá relançar a produção de arroz na província da Lunda Norte e priorizar a reabilitação da Estrada Nacional 230, que liga o leste ao litoral do país.

A expansão de institutos politécnicos, acesso gratuito ao ensino e saúde, protecção ambiental, sobretudo nas zonas de exploração de diamantes, promoção do emprego, combate às assimetrias regionais, dominaram o discurso do presidente da UNITA.

A agenda do líder partidário na província da Lunda Norte termina quinta-feira, com um comício no município do Chitato.

A província da Lunda Norte tem mais de 200 mil eleitores, 704 assembleias e mil 169 mesas de voto, que serão asseguradas por quatro mil e 676 membros.