Actualidade

Ex-director da CIA diz que Republicanos estão mais perigosos que terroristas

armandomaquengo
Ago 18, 2022

O antigo responsável partilhou e concordou com a opinião de um jornalista britânico, que considerou que os republicanos actuais são mais “perigosos” do que as forças extremistas.

O antigo responsável partilhou e concordou com a opinião de um jornalista britânico, que considerou que os republicanos actuais são mais “perigosos” do que as forças extremistas.

Segundo general Michael Hayden, director da Agência Central de Inteligência (CIA) norte-americana entre 2006 e 2009, concordou, na quarta-feira, com a opinião de um jornalista britânico, que considerou os associados ao Partido Republicano são mais “niilistas” e “perigosos” do que grupos extremistas e ditadores em todo o mundo.

“Cobri extremismo e ideologias violentas em todo o mundo ao longo da minha carreira. Nunca encontrei uma força política mais niilista, perigosa e desprezível do que os republicanos de hoje. Nada perto”, partilhou Edward Luce.

Luce é jornalista inglês e colunista-chefe do Financial Times, na rede social Twitter.

Em resposta ao comentário, Hayden apontou: “Concordo. E fui director da CIA”, lê-se na publicação.

Apesar do coro de apoio à declaração do também ex-director da Agência de Segurança Nacional (NSA), Jeff Giesea, empresário e antigo apoiante do republicano e ex-presidente norte-americano Donald Trump

Questionou a produtividade da mensagem de Hayden, uma vez que, segundo o mesmo, apenas reforça a narrativa do Partido Republicano quanto à existência um “aparelho de inteligência partidário”.

 “Além disso, a sua mensagem é exagerada. Acredita realmente que o Partido Republicano é mais niilista e desprezível do que a Al Qaeda? A sério? Explique porquê”, acusou, realçando que “nem todos os republicanos são extremistas, e o ‘tio MAGA’ não é o inimigo”, numa referência a Trump.