Politica

General Numa apela que Isaías Samakuva não voltará a liderar a UNITA

armandomaquengo
Mar 10, 2022

O deputado da UNITA, Abílio Kamalata Numa, diz ter escrito recentemente sobre o transtorno do actual Presidente da República de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço, concernente à anulação em Acórdão do Tribunal Constitucional, o XIII Congresso que elegeu Adalberto Costa Júnior em final de 2019.

Segundo o general Numa, João Lourenço subverteu os Órgãos de Soberania Nacional em sucursais do executivo que tiveram o desplante de anular o 13° Congresso Ordinário da UNITA, legal e legítimamente realizado.

“Se é verdade que vão anular pela segunda vez o mesmo congresso blindado por duas reuniões extraordinárias da Comissão Política legal e legítimamente realizadas para se proteger das lucubrações dos mandados de João Lourenço na UNITA, então Angola entenda definitivamente de onde veio a loucura da guerra que vivemos estes anos todos”, considerou o quadro da UNITA.

Para este político, o MPLA deve entender que o ex-Presidente da UNITA, Isaías Samakuva não voltará a ser Presidente da UNITA.

Finalmente, ressalta que têm solução respaldada na Constituição da República de Angola e nos Estatutos do Partido de que Adalberto Costa Júnior será o Presidente da UNITA e a aposta da Frente Patriótica Unida para as eleições gerais, em Agosto de 2022.

Recorda-se que, Marcolino Moco acusou João Lourenço de pretender afastar ACJ, por via do Tribunal Constitucional da corrida às eleições presidenciais, e no seu lugar colocar Isaías Samakuva.

O antigo Primeiro-ministro angolano, Moco, afirmou entre outras questões que o Presidente da República e também do MPLA, João Lourenço, teme o líder do maior partido da oposição angolana.

Fonte: Angola24Horas