Actualidade

GPL fecha Cemitério da Santa Ana ao público para funeral exclusivo de Nagrelha

armandomaquengo
Nov 21, 2022

Com vista a garantir a segurança pública a todos, o Governo Provincial de Luanda decidiu manter fechado ao público, no Cemitério da Santa Ana, na terça-feira, 22, e manté-lo aberto para o funeral exclusivo do músico Nagrelha dos Lambas, falecido na última sexta-feira, no Complexo Hospitalar de Doenças Cardiovasculares Dom Alexandre Cardeal do Nascimento, vítima de doença.

A informação foi tornada pública na tarde deste domingo, em Conferência de Imprensa, pelo vice-governador de Luanda, para o sector político e social, Manuel Gonçalves, na cidadela desportiva, onde decorrem as exéquias do artista.

A decisão, segundo o governante, surge para evitar constrangimento, dada a moldura humana que se fará presente no cemitério para acompanhar Nagrelha à sua última morada.

Manuel Gonçalves esclareceu que as medidas preventivas de segurança tomadas pelas autoridades devem-se a dimensão que o artista atingiu e pela estimativa dos mais de 15 mil participantes no dia do seu funeral.

O porta-voz da Polícia Nacional em Luanda informou, na Conferência de Imprensa, que a Avenida Deolinda Rodrigues vai estar condicionado das 10h00 às 14h00 nos dois sentidos, da estátua do motorista ao Viaduto da Unidade de Rádio Patrulha, pelo que apela as associações de taxistas, a reduzir o número de veículos no perímetro do Cemitério.

O responsável garantiu a criação de vias alternativas a nível dos bairros popular e Palanca, para a circulação automóvel.

A polícia garante que tem mobilizado um efectivo de mais de 800 agentes para assegurar o funeral do “Estado Maior do Kuduro” nesta terça-feira, desde o Estádio da Cidadela, o cortejo fúnebre, no distrito do Sambizanga, até ao cemitério, onde será enterrado por volta das 11 horas.

Entretanto, informou também que para o cortejo a Polícia Nacional decidiu controlar o número de veículos, registrando todos que farão parte. No cemitério da Santa Ana a viatura funerária, transportando o corpo de Nagrelha não entrará para o interior do campo santo, fazendo uma passeata na parte exterior, para despedir-se dos seus.

O secretário de Estado para a juventude, Boaventura Chitapa, disse que o governo angolano a apoiou o artista durante o internamento e viagem a Portugal, “mas que toda ajuda dada não foi suficiente para salvar” o Nagrelha dos Lambas da doença.

O director do Complexo hospitalar de Doenças Cardiovasculares Dom Alexandre Cardeal do Nascimento, disse que, em junho, quando o artista deu entrada naquela unidade sanitária, os exames feitos indicavam situação complicada, razão pela qual foi sugerida uma segunda opinião, que levou o artista a ser evacuado para Portugal, onde os médicos confirmaram os exames detectados em Luanda.

Tanto o Nagrelha como a esposa Weza, sublinhou, foram informados da gravidade da situação, e por vontade própria o músico decidiu regressar ao país para estar próximo dos seus.