Actualidade

Homem sacrifica-se ao fogo em protesto contra funeral de Estado de Shinzo Abe

armandomaquengo
Set 21, 2022

Um homem imolou-se nesta quarta-feira pelo fogo, em Tóquio, perto do gabinete do primeiro-ministro, num aparente protesto contra o funeral do antigo líder japonês Shinzo Abe, noticiaram meios de comunicação social locais, acrescentando que oindivíduo, de cerca de 70 anos, foi hospitalizado.

A polícia de Tóquio e o gabinete do actual primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, escusaram-se a comentar o incidente à agência de notícias France-Presse.

Fonte dos bombeiros da capital confirmou que um homem se incendiou na rua, sem adiantar pormenores, indicou a agência de notícias Associated Press.

De acordo com o canal TV Asahi, o homem pegou fogo a si próprio depois de ter dito à polícia que se opunha à realização de um funeral de Estado para Shinzo Abe, morto a tiro, a 08 de Julho, durante um comício eleitoral em Nara, no oeste do país.

A agência de notícias japonesa Kyodo avançou que uma mensagem de protesto contra a realização da cerimónia foi encontrada ao lado do indivíduo.

O governo japonês anunciou a realização de um funeral de Estado, na próxima terça-feira, num tributo em grande escala que está a dividir a opinião pública do país.

O funeral vai custar cerca de 1,7 mil milhões de ienes (12,1 milhões de euros) ao Estado japonês, estando prevista a presença de representantes de mais de 190 países e territórios, incluindo  pelo menos de 50 chefes de Estado.