Economia

“Infracções graves” leva ANIESA suspender actividade comercial de onze empresas

joaquimjose
Dez 01, 2022

A Autoridade Nacional de Inspecção Económica e Segurança Alimentar (ANIESA) suspendeu a actividade temporariamente comercial de 11 empresas por ‘infracções graves, que perigam a saúde humana”, das quais, seis estão ligadas à indústria processadora de pescado.

A referida suspensão decorre da actuação dos serviços de inspecção desenvolvido pela ANIESA no período de 04 a 28 de Novembro.

Segundo a informação vinculada hoje pelo Jornal de Angola, no local, os inspectores constataram diversas infracções graves, que perigam a saúde humana”. Entre os actos verificados constam os preços, rotulagem dos produtos e as condições de armazenamento, entre géneros alimentícios e não alimentícios, com vista a garantir o cumprimento escrupuloso das normas que regem as actividades económicas.

Segundo informou a direcção do gabinete de informação da ANIESA, nas referidas empresas, foram constatadas grandes quantidades de armazenamento de produtos com data vencida, produtos deteriorados e a venda, produtos sem data de validade, falta de asseio e higiene, produtos em contacto com o pavimento, misturas de produtos como carne e peixe, falta de equipamentos de protecção individual, alta de sinalização no pavimento, entre outros aspectos que perigam a saúde humana.

O grosso de indústrias de pescado actua na província de Benguela, nomeadamente a Indústria Fuhai Atlântico Pescas, Lda, situada na Zona da Caota, a Indústria Guanda Pesca Lda, também na Caota, a Indústria Sode, Lda, a Indústria Pesqueira Vimar & Filhos Lda, a Indústria Pesqueira Naipe Lda e a Indústria Pesqueira Vitória Oriental Industrial de Pescas Crustáceos, Lda todas estas localizadas no município da Baía Farta.

Com relação as outras empresas incumpridoras, exercem actividades no sector de bebidas e indústria farmacêutica, nomeadamente a empresa ANSEBA, localizada na província de Cabinda, produtora dos sumos, sancionada por conservar pacotes de sumo com prazos vencidos e outros que não apresentavam data de caducidade. A Farmácia Ilupaka Farma, lda, situada em Luanda, por falta de asseio e higiene.

Há também as empresas Multi Bebidas, Comércio Geral, Importação e Exportação, localizadas em Luanda, a Soba – Sociedade de Bebidas de Angola S.A, localizada na província de Benguela, uma unidade produtora de cervejas e gasosas de marca Cuca, Eka, Nocal e Top. Quanto às infracções, foram diversas, desde a falta de ventilação, de sinalização no pavimento e falta de equipamentos de protecção individual para os trabalhadores.