Actualidade

Jarda: Homens aderem procedimento para alcançar rápido corpos musculados

armandomaquengo
Ago 31, 2022

Médicos alertam para os perigos do recurso desregrado de produtos químicos no organismo, uma vez que podem causar consequências graves, inclusive nalguns casos, em função da quantidade de drogas injectada, chegam a ter proporções irreversíveis.

De acordo com uma reportagem do jornal de Angola, que WI-AO teve acesso, quando mais jovem, Chuck foi sempre uma pessoa com pouca massa muscular. Mas, ao crescer sentiu a necessidade de ganhar mais corpo e acabar de vez com aquele aspecto franzino.

Para isso, o rapaz, na altura, residente no município do Cazenga, viu-se obrigado a partir para os ginásios improvisados da zona, para levantar pesos.

De início, o que era algo para colmatar uma necessidade da aparência, virou uma paixão. Todos os dias, em determinado período, durante mais de dez anos, Chuck tinha presença frequente no ginásio. Mas, o corpo que buscava demorava a chegar.

Como demorava encontrar a estrutura física com as definições necessárias e notáveis, entrou em contacto com amigos residentes na África do Sul, que o indicaram o caminho para ganhar uma massa muscular mais rápida.

A partir dessa altura, o jovem descobriu os anabolizantes, que ajudaram a dar resultados mais rápidos. Passou a adquirir 12 caixas de progesterona, para injectar, mensalmente, cerca de 1.200 picas desse produto nos braços e coxas.

Depois disso, Chuck viu os músculos crescerem, em tão pouco tempo. Conseguiu as definições mais aceitáveis do corpo, coisa que não alcançava em 17 anos de academia.

Tendo em conta os resultados, muitos outros jovens com quem frequentava o ginásio começaram a pedir, também, o produto. Em pouco tempo, Chuck passou a ver o negócio como estável e rentável, algo que o incentivou a abrir o seu espaço de treinamento para homens.

Só mais tarde, o ginásio passou a receber, igualmente, mulheres. Essas jovens aderiram não só ao espaço de treinamento como passaram a usar, também, à progesterona, embora a aplicassem apenas nas nádegas e nas coxas. Com o ginásio aberto, Chuck passou a desempenhar o papel de personal trainer. E o espaço ganhou fama e muitos adeptos, principalmente de homens, entre os quais, os que buscam boa aparência com o recurso a anabolizantes, vulgarmente conhecido, em Angola, por “jarda”.

Pela beleza e destaque social

Actualmente, com 33 anos, o homem, que se quer apresentar apenas por Chuck, conseguiu alcançar algum sucesso e considerou que, tendo em conta tendência social, os ginásios são um bom negócio.

“O uso da ‘jarda’, em Angola, parece estar longe do fim. Se antes, o interesse era apenas levantar a autoestima da mulher, ganhando pernas e bunda, hoje, até os homens enveredam por esta prática, para conseguirem músculos, aparentemente perfeitos, em tão curto espaço de tempo”, reconheceu.

O proprietário de um ginásio, em Viana, tem noção que aquela legião de homens e mulheres que frequentam a academia, para terem corpos avantajados, podem ter problemas futuramente. Por isso, os aconselha, antes de partirem para essa aventura dos anabolizantes.

Sobre os efeitos colaterais dos anabolizantes, o personal trainer mencionou que um dos mais comuns é a infertilidade. “Por isso, costumamos a ver,  nos dias de hoje, vários jovens, entre os 25 e 35 anos, sem filhos, porque a progesterona causa esse problema aos homens”, alertou o personal trainer.

Chuck avançou que tem estado a trabalhar com moças e, mesmo, até algumas senhoras para diminuírem as doses de aplicações. “As pessoas pedem 100 injecções por mês, mas é uma dose muito elevada e que pode causar um choque no organismo ou viciar o usuário”.

Aliás, o jovem treinador realçou que o número de usuários de anabolizantes tem estado a crescer, apesar dos riscos. E, como “é no aproveitar que está o ganho”, o jovem seleccionou um grupo de homens bem musculados e formou uma equipa de segurança em salões de festas e de certas entidades.

Além dos seguranças, Chuck tem, igualmente, uma equipa de revendedores e aplicadores de progesterona em clientes que solicitam os seus serviços.

” O uso de anabolizantes serve para definir rapidamente partes estéticas do físico de homens e mulheres, o que faz toda a diferença na busca do imediatismo social que, hoje, consumimos”, disse, para explicar que as doses de hormônios numa pessoa que treina ajudam a produzir maior energia no organismo e a ter mais força para levantar cargas maiores e, assim, ganhar muita massa muscular.

Médica cirurgiã alerta para consequências irreversíveis  

Kinyama César, médica especialista em Cirurgia do Hospital do Prenda, disse que a nível desta unidade clínica recebe vários casos de homens que injectam no organismo substância não reconhecida.

Muitos desses casos, segundo a médica, aparecem em estado preocupante e, às vezes, em situações irreversíveis. “Uns têm sorte e ainda conseguimos retirar o excesso de pus, que fica debaixo da camada afectada”.