Actualidade

Kiev precisa de sanções maia duras contra a Rússia

manuelsumbo
Mar 02, 2022

Em uma entrevista exclusiva à CNN nesta quarta-feira (2), o ex-campeão mundial de boxe pontuou que os ucranianos “ficaram na frente de um dos exércitos mais fortes do mundo”.

O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, que já viajou o mundo representando seu país como um boxeador do Hall da Fama, disse que está “muito orgulhoso de ser ucraniano”.

Em uma entrevista exclusiva à CNN nesta quarta-feira (2), o ex-campeão mundial de boxe dos pesos pesados pontuou que os ucranianos “ficaram na frente de um dos exércitos mais fortes do mundo”.

“A vontade de ser independente é (a) prioridade principal para nós. E estamos a defender  nossas famílias, nossa cidade, nosso país e nosso futuro.”

Klitschko também pediu que os países apoiem a Ucrânia, porque será “difícil sobreviver” sem essa ajuda.

Klitschko disse que a infraestrutura – eletricidade, aquecimento e água – está a funcionar em Kiev.

Ele contou ainda que as autoridades estão em comunicação directa com a Cruz Vermelha e outras organizações humanitárias, que enviaram alimentos e apoio que estão a caminho da capital ucraniana.

O que Kiev realmente precisa, disse Klitschko, são “sanções mais duras contra a Rússia”.

“Temos que nos manter unidos”, afirmou. “A guerra não é apenas para a Ucrânia. É (um) desafio para todo o mundo moderno, para (todo) o mundo democrático.”

Klitschko acusou o presidente russo, Vladimir Putin, de tentar refazer a União Soviética e tornar a Ucrânia “parte do império russo”.

O prefeito disse que os ucranianos vão lutar por “cada praça” e “cada rua” de Kiev caso as forças russas avancem sobre a cidade.

Esperamos uma grande luta”, disse Klitschko. “Estamos a lutar por nossas famílias”, acrescentou.

Fonte: CNN