Saúde

Mais de 200 pessoas morreram de malária no Zaire

armandomaquengo
Fev 16, 2022

Cerca de duzentas e 69 pessoas morreram de malária, no periodo de Janeiro a Dezembro de 2021, na província do Zaire, num universo de 269 mil e 705 casos notificados pelas autoridades sanitárias locais.

Os dados foram revelados nesta terça-feira à imprensa, no Soyo, pelo chefe de departamento da saúde pública, Fonseca Miala, durante a abertura de uma acção de formação dirigida aos técnicos de saúde das províncias do Zaire, Malanje, Lunda sul e e Uíge.

De acordo com a fonte, comparativamente ao período homólogo de 2020, verificou-se uma redução de 10 mortes por malária.

Fonseca Miala apontou as crianças menores de cinco anos de idade como as principais vítimas dessa patologia, tendo, para isso, exortado os pais e encarregados de educação a redobrarem as medidas de prevenção para se inverter o quadro.

Entre as medidas de prevenção, o chefe de departamento da saúde pública mencionou o uso correcto de mosquiteiros impregnados com insecticida e o saneamento básico do meio.

Durante cinco dias, os participantes vão aprimorar conhecimentos sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento de casos de malária.

Participam no seminário, promovido pela organização não-governamental The mentor initiative, 22 técnicos de saúde.