Actualidade

Mais de 8 mil candidatos tentam ingresso na Universidade Mandume

armandomaquengo
Ago 30, 2022

Oito mil 871 candidatos disputam, a partir desta quarta-feira, em exames de aptidão 1.885 vagas de 17 cursos da Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UMN), no presente ano académico, que arranca em Outubro próximo.

As respectivas vagas estão disponíveis em quatro áreas do saber, nomeadamente Ciências Biológicas e de Saúde, com seis cursos, cujas provas de exame serão realizadas na quarta-feira, e Ciências Sociais, com quatro, com exames marcados para um dia depois.

Outras áreas são as das Ciências Exactas e Engenharias, com seis cursos, com provas para sexta-feira, e as Ciências da Educação, com um curso, com data por definir, com previsões para a publicação dos resultados no dia sete de Setembro.

A informação foi avançada hoje, terça-feira, no Lubango à Angop pelo director do gabinete de tecnologia, informação e comunicação da UMN, David Anjos, tendo a avançado que os cursos são leccionados em três unidades orgânicas e em dois Institutos Superiores Politécnicos, um da Huíla e outro do Cunene.

David Anjos destacou que para a Faculdade de Direito estão disponíveis 200 vagas, 300 para a de Economia, Medicina tem 85, no Instituto Superior Politécnico da Huíla estão disponíveis 900 vagas.

Destas 900 vagas, detalhou que 250 são para o período diurno e 650 para o pós-laboral, destinadas aos cursos de agronomia, Ciências da Computação, Engenharia de Construção Civil, Design e Comunicação  Visual, Engenharia Informática, Ciências Geológicas, Engenharia Mecânica e Engenharia  Zootécnica.

O Politécnico do Ondjiva tem 400 vagas, sendo 240  no período diurno e 160 para o pós-laboral, para os cursos de Agronomia, Análises Clínicas, Biologia, Enfermagem, Engenharia Hidráulica e Informática de Gestão.

David Anjos sublinhou que as inscrições  decorreram de   três a 19 do corrente, o período de reclamações, aconteceu de 25 a 26 e culminou com a publicação das listas definitivas dos candidatos admitidos aos exames.

A Universidade Mandume ya Ndemufayo é uma universidade pública angolana, multicampus, sediada na cidade de Lubango. A universidade surgiu do desmembramento do campus Lubango da Universidade Agostinho Neto, em meio às reformas no ensino superior ocorridas nos anos de 2008 e 2009.