Actualidade

Manifestantes invadem escritório do primeiro-ministro do Sri Lanka após fuga do presidente

manuelsumbo
Jul 13, 2022

Manifestantes antigovernamentais do Sri Lanka desafiaram gás lacrimogêneo, canhões de água e a declaração de estado de emergência e invadiram o gabinete do primeiro-ministro, horas depois que o presidente Gotabaya Rajapaksa fugiu do país para as vizinhas Maldivas. 

Os manifestantes exigem que o primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe renuncie ao mesmo tempo que Rajapaksa, que prometeu fazê-lo nesta quarta-feira, encurralado pela pior crise econômica e política da história Sri Lanka.

Um grupo de mulheres e homens rompeu a barreira imposta pelos militares e entrou no gabinete do primeiro-ministro com bandeiras nacionais, de acordo com testemunhas à AFP, apesar de a polícia e o exército terem tentado detê-los com bombas de gás lacrimogêneo e balas.

Manifestantes antigovernamentais também invadiram a sede do principal canal de televisão pública do Sri Lanka e apareceram brevemente em transmissões aéreas, segundo imagens da rede.

No último sábado (9), uma multidão invadiu o palácio presidencial, o que teria precipitado a fuga do presidente Rajapaksa.

Por meio de um comunicado, o primeiro-ministro Wickremesinghe, nomeado presidente interino conforme anunciado pelo Parlamento, pediu ao exército e à polícia “que façam o que for necessário para restaurar a ordem”.

Os manifestantes “querem me impedir de cumprir minhas responsabilidades como presidente interino. Não podemos permitir que os fascistas assumam o controle, disse ele.