Actualidade

Menor em cárcere privado obrigada a manter relações sexuais durante 7 dias

armandomaquengo
Mar 17, 2022

Uma adolescente, de 16 anos, foi libertada de uma casa, na Ilha do Cabo (Ilha de Luanda), por efectivos da Polícia Nacional, depois de ficar uma semana sob cárcere privado e obrigada a manter relações sexuais, todos os dias, com um indivíduo de 27 anos, já detido.

O porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, superintendente Nestor Goubel, que lamentou a atitude do suposto agressor sexual, identificado por Agostinho Couveiro, realçou que o processo-crime que envolve o acusado já foi remetido ao Ministério Público, para legalização da detenção.

Nestor Goubel explicou que o crime teve lugar, desde a madrugada do dia 5 deste mês, na Avenida Murtala Mohamed, à Ilha do Cabo, quando a adolescente andava sozinha pelo passeio e foi interpelada por Agostinho Couveiro, tendo este a convido para passar à noite em sua casa.

A adolescente, segundo Nestor Goubel, negou de imediato a intenção do suposto agressor. Mas, o acusado aproveitou o momento menos abonatório que a menor enfrentava naquela noite, tendo-a coagido psicologicamente, acabando por levá-la até à sua habitação, onde a manteve por oito dias.

Durante esse tempo, o acusado obrigou a menina a manter relações sexuais, em todos os dias, disse o porta-voz da Polícia Nacional.

Nestor Goubel salientou que, devido à ausência da menor, que reside no município de Cacuaco, os familiares publicaram fotos nas redes sociais. “Um morador da Ilha do Cabo viu a referida publicação nas redes sociais e denunciou o acusado junto da Esquadra da Ilha, acção que culminou com a detenção do suposto violador.

Fonte: JA/NMC