Actualidade

Ministério do Interior apela reforço da capacidade operativa durante período eleitoral

armandomaquengo
Jul 15, 2022

O delegado do Interior na província do Huambo, Francisco Ribas da Silva, apelou, nesta  quinta-feira, 14 de julho, ao reforço da capacidade operativa do efectivo, para prevenir possíveis erros no asseguramento das eleições gerais de 24 de agosto próximo.

O responsável falava no Conselho Consultivo Alargado da Delegação local do Interior, que serviu para analisar o grau de actividades desenvolvidas durante o II trimestre deste ano e projectar os próximos eventos, com foco no asseguramento do pleito eleitoral.

O também comandante da Polícia Nacional no Huambo disse ser importante que as acções operativas estejam virados, essencialmente, na garantia do sentimento de segurança da população, para que as eleições de 24 de Agosto próximo tenham o êxito desejado por todos.

Estas acções, conforme o delegado do Interior, devem passar pela prevenção geral da criminalidade, de modo a garantir a estabilidade e  a segurança pública, evitando todos os factores de riscos que possam comprometer o êxito das eleições.

Por esta razão, disse esperar pela contribuição de todos na definição de medidas e soluções que possam ajudar a prevenir erros e reforçar a segurança da sociedade, dos seus bens e das instituições antes, durante e depois do pleito eleitoral.

Os participantes foram informados sobre os planos de contingência referente ao asseguramento das eleições gerais e de acção para o III Trimestre deste ano, para além de terem analisado  o formação do efectivo, no âmbito do pleito eleitoral e as principais incidências da situação de segurança pública da província do Huambo durante o II trimestre.

Os angolanos irão às urnas no próximo dia 24 de  Agosto, pela quinta vez para as eleições gerais, com objectivo de elegerem  o Presidente da República, o Vice-presidente e os deputados à Assembleia Nacional. As quatro primeiras aconteceram em 1992, 2008, 2012 e 2017.

Para o próximo pleito, vão concorrer sete partidos e uma coligação de partidos políticos, nomeadamente o MPLA, UNITA, PRS, CASA-CE, FNLA, PHA, APN e P-NJANGO.

São esperados mais de 14,399 milhões de eleitores, dos quais 22.560 no estrangeiro.

O Ministério do Interior, fundado a 22 de Junho de 1979, é o órgão do Estado angolano que tem por missão propor,  formular, coordenar, executar e avaliar a política do Executivo angolano em matéria de ordem interna e segurança pública.

Cabe a este Departamento ministerial assegurar a inspecção e a fiscalização da actuação e desenvolvimento da administração da Polícia Nacional, dos serviços de Investigação Criminal, de Migração e Estrangeiros, Penitenciário e de Protecção Civil e Bombeiros, com vista a garantir a ordem, segurança e tranquilidade públicas.

Angop