Politica

MPLA diz que trabalha com intensidade para a vitória expressiva nas eleições

armandomaquengo
Abr 11, 2022

O secretário do Bureau Político do MPLA para as Relações Internacionais, Manuel Augusto, apresentou o quadro político-eleitoral no país aos cabo-verdianos, quando se dirigia, este domingo (10), na cidade da Praia, aos militantes do PAICV, reunidos no seu XVII Congresso, e partilhou que o seu partido está a trabalhar, de forma intensa, para vencer as eleições gerais de forma expressiva.

“Angola está a preparar-se para a realização, em Agosto do corrente ano, das eleições gerais, e o MPLA está a trabalhar de forma muito intensa para vencer o pleito de forma expressiva, e assim poder continuar a implementar o seu Programa de Governação, focado no desenvolvimento harmonioso e sustentável do país e na resolução dos problemas do povo angolano”, reza o teor do discurso que o Jornal de Angola teve acesso.

Manuel Augusto entregou uma mensagem do presidente João Lourenço ao homólogo do PAICV, Rui Semedo. Reconheceu entretanto a importância histórica das relações entre os dois partidos e povos, cujos laços “devemos continuar a aprofundar e a fortalecer”.

Disse que a sua presença no congresso, representa a expressão e um sinal claro da evidência da irmandade e solidariedade que o MPLA tem pelos militantes, amigos e por todo o povo cabo-verdiano. “Transmito, por esta via, os nossos agradecimentos pelo honroso convite que nos formularam para participarmos do XVII Congresso do PAICV, um partido forte e vitorioso, que luta incessantemente por um Cabo Verde unido, democrático e desenvolvido”.

O MPLA tem plena consciência dos propósitos fundamentais do PAICV, que reúne, nesse congresso, toda a sua família política, em representação de milhares de militantes e do povo irmão de Cabo Verde, para concluir o processo de renovação de mandatos dos seus órgãos de direcção, bem como aprovar as estratégias para o fortalecimento do partido, tendo em vista os desafios do presente e do futuro, realçou Manuel Augusto.

Assim, tenho a honra, com imensa satisfação e alegria, de transmitir-vos as saudações do camarada presidente João Lourenço, dos militantes, amigos e simpatizantes do MPLA e de todo povo de Angola”, manifestou, em jeito de fraternidade e solidariedade pelos laços históricos que unem os dois partidos.

O secretário do Bureau Político do MPLA para as Relações Internacionais, Manuel Augusto, não deixou de frisar o momento ímpar sujeito pela pandemia da Covid-19, que o mundo está à beira de ultrapassar, segundo os últimos cálculos clínicos, apesar de a classe científica estar dividida quanto a isso, como uma situação que obrigou os governos, instituições internacionais e povos, de forma universal, a acolherem medidas restritivas e duras à maneira de vida harmoniosa em sociedade.

Neste particular, segundo o teor do discurso do político angolano, o Executivo agiu atempadamente, adoptando e implementando medidas de prevenção, testagem e vacinação da população, o que permitiu uma melhor gestão e controlo da pandemia. “Como é do vosso conhecimento, a crise económica e financeira internacional que também atingiu Angola desde 2014, acrescida ao impacto da Covid-19, abalou de forma abrupta a sua economia e agravou os problemas sociais”, pontualizou.

Face à situação, o Governo angolano, no âmbito do seu Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022, respondeu com medidas políticas e económicas de curto, médio e longo prazo, que estão a melhorar o chamado ambiente do “doing business” e as condições objectivas para a diversificação da sua economia, destacou o secretário do Bureau Político do MPLA.

Fonte: JA