Actualidade

Mulher é presa por ligar para número de emergência mais de 12 mil vezes

manuelsumbo
Ago 18, 2022

Uma mulher norte-americana foi presa por ligar para o 911 (número de emergência nos EUA) mais de 12 mil vezes apenas este ano.

Carla Jefferson, de 51 anos, é acusada de “assediar, insultar e de discutir” com qualquer pessoa que atenda os seus telefonemas para a polícia de São Petersburgo e para o Gabinete do Xerife do Condado de Pinellas, na Flórida, de acordo com um documento do tribunal.

Segundo as autoridades, os telefonemas da mulher representaram 10% dos telefonemas que chegaram, este ano, ao Departamento de São Petersburgo.

No mês passado, Carla Jefferson ligou para a polícia 512 vezes em 24 horas. As chamadas foram descritas como “ameaçadoras ou obscenas”.

A polícia não pode ignorar as inúmeras chamadas, pois é obrigada a atender todas as que chegam ao centro em caso de emergência.

“Os trabalhadores estão a conversar com pessoas que estão com medo, que estão no pior dia das suas vidas. E agora ainda têm de lidar com alguém que está a ligar apenas para assediá-los”, afirmou a porta-voz Yolanda Fernandez ao site de notícias Fox 13.

As autoridades relatam que os telefonemas da mulher estão a atrapalhar o atendimento às chamadas legítimas. O conteúdo das chamadas de Carla normalmente inclui “insultos” e “insinuações sexuais”.

“As chamadas dela estão a interferir com a nossa capacidade de responder as pessoas que realmente precisam de ajuda”, referiu Yolanda Fernandez.

A mulher foi acusada de três delitos por uso indevido do número de emergência e por fazer chamadas telefónicas a assediar os trabalhadores. Há dois meses foi presa pelo mesmo crime e ficou sob fiança.