Politica

Navio de guerra americano atracado no porto de Luanda aproxima forças navais

armandomaquengo
Nov 03, 2022

O Instituto Africano da Académia Russa de Ciências realizou quarta-feira (2), em Moscovo, uma sessão solene em homenagem ao Centenário do primeiro Presidente angolano, Agostinho Neto.

Os investigadores do Instituto, segundo avança JA, apresentaram, durante a sessão solene do Conselho Científico, diferentes dimensões analíticas sobre o Fundador da Nação, principalmente a poética, referida como uma grande referência histórica do seu percurso político e motivo de estudo de áreas de interesse em contextos de arte literária.

O embaixador angolano na Rússia, Augusto da Silva Cunha, ressaltou, na ocasião, a importância da vida e obra de António Agostinho Neto e ofereceu, para enriquecimento do acervo bibliográfico do Instituto África, livros do poeta e sobre o poeta, bem como obras científicas de pensadores e cientistas sociais angolanos.

 A directora do Instituto África da Academia Russa de Ciências, Irina Agramova, e o embaixador angolano tiveram uma reunião em privado, dominada pelos preparativos da próxima Cimeira Rússia-África.

 O Instituto África da Academia Russa de Ciências foi fundado em 1959, convertendo-se, ao longo dos anos, num centro de investigação de excelência dedicado à problemáticas históricas, sociopolíticas, económicas, étnicas e culturais dos Estados e povos africanos.

 Encontro com estudantes

O embaixador Augusto da Silva Cunha reuniu com a Reitoria da Universidade da Rússia da Amizade com os Povos (RUDN) e com os bolseiros angolanos para se inteirar da situação académica e social da comunidade naquele país.

Na RUDN estudam 111 angolanos, matriculados nos níveis de licenciatura, mestrado e doutoramento, sendo que a maioria está a cursar em áreas das Engenharias e Medicina.

Augusto da Silva Cunha inaugurou, durante a visita, uma exposição de arte angolana, onde se destacam esculturas, pinturas e quitutes da terra. As danças tradicionais e urbanas, como Tchiyanda, Rebita, Semba e Kizomba, entre outras, organizadas e executadas pelos bolseiros na RUDN, animaram a “festa”.

A visita do embaixador angolano na Rússia à RUDN, marcou o início do programa das celebrações do 47º aniversário da Independência Nacional na Federação da Rússia.