Saúde

OMS garante segurança na vacinação de menores contra à covid-19

manuelsumbo
Jan 28, 2022

Angola já vacinou mais de 100 mil crianças e adolescentes, entre os 12 e 17 anos, contra à Covid-19, desde o início campanha de imunização a menores.

Por: Manuel Sumbo

Foi no dia 16 de dezembro de 2021, que se deu início ao processo de vacinação de crianças e adolescentes dos 12 aos 17 anos, em todo o país, contra a Covid-19. Até ao momento muitos encarregados têm se mantido céticos quanto a eficácia da mesma e por esta razão, muitos se recusam levar seus filhos aos postos de vacinação para tomar o imunizante.

Segundo o Dr. José chivale oficial da imunização da organização mundial da saúde (OMS) em Angola, garantiu em entrevista a TV ZIMBO que a vacinação contra menores é segura. O país apenas está a seguir a recomendação internacional. “Temos condições de vacinas e também já temos grupos prioritários alcançados“. disse

Para o especialista de direito constitucional Raul Araújo, até ao momento, o mundo ainda não encontrou uma outra forma de combater a pandemia a não ser com a vacina. O responsável avançou ainda que o estado não pode obrigar os pais a levarem seus filhos para que possam ser vacinados. “As pessoas são livres de escolha mas, devem assumir as consequências ou responsabilidades”. A título de exemplo, no acto de apresentação de alguma identificação para aceder alguns serviços ou instituições.

Angola já vacinou mais de 100 mil crianças e adolescentes, entre os 12 e 17 anos, contra à Covid-19, desde o início campanha de imunização a menores, informou o secretário de Estado para a Saúde Pública Franco Mufinda.

Para representante da UNICEF Ivan Yerovi, Angola tem feito excelente trabalho e está a cumprir com a expectativa tanto da OMS como da UNICEF. Mas não deixou de salientar que ainda há muito trabalho por ser fazer principalmente com a disseminação de fake news sobre a vacina.