Saúde

OMS: ‘Preocupado’ com a propagação do Ébola

joaquimjose
Out 20, 2022

Os oito casos mais recentes de Ébola relatados durante o surto em Uganda não têm ligações conhecidas com pacientes actuais, disse a Organização Mundial da Saúde nesta quarta-feira, que levantou preocupações sobre a propagação da doença mortal.

“As investigações iniciais dos casos pelo Ministério da Saúde de Uganda mostraram que eles não eram contatos de pessoas já conhecidas por terem Ébola”, disse a OMS, em um briefing,

“Continuamos preocupados que possa haver mais cadeias de transmissão e mais contatos do que sabemos nas comunidades afectadas”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, a repórteres.

De acordo com a OMS, houve 60 casos confirmados e 20 prováveis ​​desde o início do surto no mês passado, e 44 mortes. Porém a cepa que se espalha em Uganda é a cepa do Sudão, e as vacinas e terapias existentes não funcionam contra ela.

No entanto, o governo de Uganda está colaborando com a OMS para estabelecer um teste de duas vacinas nos estágios iniciais de desenvolvimento que visam a cepa do Sudão – uma desenvolvida pela Universidade de Oxford e o Serum Institute, e outra feita pelo Sabin Institute nos Estados Unidos. Estados Unidos, a OMS confirmou.