Actualidade

Países do G7 se recusam a pagar gás importado da Rússia em rublos

manuelsumbo
Mar 28, 2022

As maiores economias ocidentais recusam pagar o gás importado da Rússia em rublos, tal como a Rússia exigiu em resposta às sanções impostas ao país.

O anúncio foi feito hoje pelo ministro da Energia da Alemanha, um dos país que pertence ao bloco, de acordo com a Reuters.

Em resposta, Moscovo repetiu as ameaças que já havia feito antes, no sentido de cessar o fornecimento. “Não vamos fornecer gás grátis. Isso pode afirmar-se com toda a segurança”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, esta segunda-feira.

A mudança da forma de pagamento foi anunciada durante a última a semana pelo Kremlin, levando a que os governantes respondessem de imediato, alegando que essa mudança significaria uma quebra de contrato”.

Vladimir Putin anunciou que a mudança ia ser aplicada aos países “pouco amigáveis” e solicitou que ao Baco Central da Rússia que trabalhasse numa forma para os compradores adquirirem rublos na Rússia.

“O pagamento em rublos não é aceitável e nós vamos solicitar às empresas afetadas para não cederem às exigências de Putin”, disse o ministro, citado pela Reuters.

A guerra provocou a fuga de 10 milhões de pessoas, incluindo mais de 3,8 milhões de refugiados em países vizinhos e quase 6,5 milhões de deslocados internos.

A ONU estima que cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia.