Economia

Petróleo angolano foi o terceiro mais caro do mundo em Junho

manuelsumbo
Jul 15, 2022

O petróleo de Angola foi o terceiro mais caro do mundo entre 13 crudes dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), apenas ultrapassado pela Argélia e Guiné Equatorial.

Segundo o relatório mensal da OPEP publicado esta semana, entre os 13 tipos de petróleo que integram o cabaz de referência da OPEP, a rama Girassol angolana atingiu os 127,03 dólares em Junho, tendo também a maior subida em termos mensais (11,5% face a maio).

Nos primeiros seis meses de 2022, o petróleo angolano esteve também entre os dispendiosos, fixando-se num preço médio de 109,94 USD (65,29 USD no semestre homólogo de 2021).

No topo dos mais caros ficou o petróleo argelino (Sahara Blend), com o barril a negociar nos 128,31 USD, seguindo-se o da Guiné Equatorial (Zafiro), nos 127,10 USD.

O preço médio do barril usado como referência pela OPEP atingiu 117,72 USD em Junho, 3,4% acima do mês anterior.

De acordo com fontes secundárias, citadas no relatório, a produção total de petróleo bruto da OPEP-13 foi em média de 28,72 milhões de barris/dia em Junho de 2022, mais 234.000 do que no mês anterior.

A produção de petróleo bruto aumentou principalmente na Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Irão, Kuwait e Angola, enquanto a produção na Líbia e na Venezuela diminuiu.

Mercado