Economia

Petróleo baixa e gás segue inalterado à espera de Ursula von der Leyen

manuelsumbo
Set 14, 2022

O petróleo está a ceder, numa altura em que os investidores avaliam as perspectivas de um endurecimento acima do previsto por parte da Fed para combater a inflação, que em agosto voltou a ficar acima das previsões dos analistas.

Em Londres, o Brent do Mar do Norte, que é a referência para as exportações angolanas, perde 0,16% para 93,02 USD por barril.

Já o West Texas Intermediate (WTI), “benchmark” para os Estados Unidos, oscila entre ganhos e perdas, estando neste momento a recuar 0,08% para 87,24 USD por barril.

O petróleo atingiu o valor mais baixo desde janeiro no início deste mês, quando os investidores tentavam incorporar uma possível desaceleração económica, um aperto monetário e um abrandamento na procura energética.

No mercado do gás, os preços da matéria-prima na Europa mantiveram-se praticamente inalterados, numa altura em que os investidores aguardam pelo plano da Comissão Europeia, que está a ser apresentado por Ursula von der Leyen.

A autoridade europeia desenhou medidas para tentar combater a crise energética sem precedentes que o bloco europeu atravessa e que alimenta o aumento dos preços.

Os futuros a um mês negociados em Amsterdã – referência para o mercado europeu – cedem 0,81% para 196 euros por megawatt-hora.