Economia

Preço da cesta da OPEP cai 2,54 dólares

armandomaquengo
Jul 14, 2022

O preço da cesta diária dos treze petróleos da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) fixou-se, quarta-feira, em 104,41 dólares norte-americanos por barril, menos 2,54 dólares face ao dia anterior, terça-feira.

De acordo com a publicação, desta quinta-feira, da Secretaria da OPEP a que ANGOP teve acesso, o preço da cesta foi 106,86 dólares por barril, na terça-feira.

A cesta de petróleo de referência da OPEP (ORB) é composta por  Saharan Blend (Argélia), Girassol (Angola), Djeno (Congo), Zafiro (Guiné Equatorial), Rabi Light (Gabão), Iran Heavy (República Islâmica da Irã).

Integram ainda a lista, a Basrah Medium (Iraque), Kuwait Export (Kuwait), Es Sider (Líbia), Bonny Light (Nigéria), Arab Light (Arábia Saudita), Murban (EAU) e Merey (Venezuela).

Campo Girassol há 20 anos em acção

O Campo Petrolífero do Girassol, que  integra a lista da cesta dos 13 crudes da OPEP completou, essa terça-feira, dia 12, 20 anos de operactividade.

Operado pela francesa TotalEnergies, o campo está localizado no Oceano Atlântico e na altura da sua descoberta as reservas provadas totais foram estimadas em 700 milhões de barris de petróleo.

Actualmente, a sua produção é centrada em 200 mil barris de petróleo por dia (KPD).

Por ocasião das celebrações, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, reconheceu o papel que o campo petrolífero Girassol tem desempenhado para o desenvolvimento do sector na economia nacional.

Citado pelo Jornal de Angola, Diamantino Azevedo considerou o Girassol como um marco importante quer para o sector quer para o país.

De acordo com o governante, o campo Girassol contribuiu também para a transferência de tecnologias, garantia de emprego e arrecadação de receitas fiscais.

No campo Girassol está o Bloco 17, que para Diamantino Azevedo tem contribuído na estabilidade da produção petrolífera, na manutenção dos postos de trabalho, à participação da Sonangol e ao conteúdo local.