Economia

Receitas fiscais dos diamantes caem 26% para 5,6 mil milhões Kz

armandomaquengo
Set 26, 2022

As receitas fiscais com a venda de diamantes fixaram nos 5, 57 mil milhões Kz em Agosto deste ano, o que representa uma redução de 26% em relação ao mesmo período de 2021, cujas receitas estavam avaliadas em 7,5 mil milhões Kz, segundo cálculos do Mercado com base nos dados da Direcção de Tributação Especial da Administração Geral Tributária (AGT), divulgados recentemente.

As receitas fiscais não só reduziram em termos homólogos, mas também em relação ao mês de Julho. Em Agosto, o País arrecadou menos 818 milhões Kz, quando comparado com os 6,38 mil milhões Kz contabilizados em Julho, o que representa uma queda de 13%.

Em termos acumulados, entraram aos cofres do Estado cerca de 47,4 mil milhões Kz de Janeiro a Agosto, redução de 5% face ao mesmo período do ano passado.

Os dados apresentados pela AGT apontam que os 47,4 mil milhões kz arrecadados até Agosto resultam da exportação de 5,8 milhões de quilates de diamantes .

No que diz respeito às receitas com o imposto industrial, nos primeiros oito meses do ano totalizaram cerca de 15,8 mil milhões Kz, uma queda de 5% face ao mesmo período do ano passado.

Ainda nos primeiros meses, as receitas provenientes dos direitos mineiros ( os royalties), também diminuíram, passando de 33,1 mil milhões Kz no ano passado para 31,6 mil milhões kz, este ano, menos 1,5 mil milhões Kz.

Janeiro foi o mês que mais receitas o País arrecadou, foram 3,8 mil milhões Kz de imposto industrial mais 7,6 mil milhões Kz como royalty, que totalizaram uma receita fiscal de 11,4 mil milhões Kz. Naquele período, vendeu-se 1,2 milhões de quilates a um preço médio de 4 mil USD.

Em Fevereiro as receitas caíram bruscamente, cerca de 88% para 1,3 mil milhões Kz. Em Março Angola voltou a facturar 6,6 mil milhões Kz.