Actualidade

Soltos 10 reclusos por excesso de prisão preventiva na cadeia do Nkiende em Mbanza Kongo

joaquimjose
Nov 10, 2022

O coordenador da Região Judiciária Norte disse esta quarta-feira, ter sido informado da existência de casos de excesso de prisão preventiva na cadeia do Nkiende, e prometeu trabalhar com os órgãos afins para se contornar a realidade constatada.

De acordo com informações veiculadas hoje pela Angop, durante a sua visita à unidade prisional, o coordenador da Região Judiciária Norte Neto Joaquim Neto, prometeu trabalhar com os órgãos afins, a nível central, para se contornar a realidade constatada, incluindo a ineficácia na assistência médica aos 416 reclusos que se encontram no referido estabelecimento prisional, 187 dos quais julgados e condenados.

Na ocasião, foram soltos 10 reclusos dos 40 que se encontram em situação de excesso de prisão preventiva na cadeia do Nkiende, que dista a 30 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo.

A falta de um centro de formação profissional que garanta a socialização dos presos após o cumprimento das penas, foi também uma das preocupações apresentadas pelos reclusos.

Durante a sua estada no Zaire, o coordenador da Região Judiciária Norte, Neto Joaquim Neto, constatou também o funcionamento do Serviço de Investigação Criminal (SIC), o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) e a Direcção de Investigação de Ilícitos Penais (DIIP), em Mbanza Kongo.